Assaltantes de banco são presos pelas policias de Sergipe e Alagoas

cash

cashAs polícias de Sergipe e Alagoas desarticularam na madrugada deste domingo (21) uma quadrilha de assaltantes de banco responsável por ações nos dois Estados. A polícia se antecipou a mais um roubo que seria realizado pelo grupo, cuja ação de ontem se preparava para explodir o cofre do Banco do Nordeste, em Gararu, cidade ribeirinha localizada a 156 quilômetros de Aracaju, já na divisa com Alagoas.

Na ação simultânea das polícias, nas cidades de Traipu (AL) e Porto da Folha (SE), três assaltantes foram presos e outros quatro, que estavam escondidos em uma chácara em Porto da Folha, receberam a polícia sergipana com tiros de fuzil e pistola. No confronto, que durou cerca de 25 minutos, acabaram morrendo.

cash-assaltantesOs policiais apreenderam um fuzil 762, duas pistolas 380 milímetros, três revólveres calibre 38, roubados de empresas de segurança privada de SE e AL; e rádios comunicadores.

Todo o material apreendido será mostrado à imprensa durante entrevista coletiva, que acontece às 15h desta segunda-feira (22), na Academia da Polícia Civil (Acadepol), quando os coordenadores da operação vão detalhar a ação da polícia.

As investigações começaram por conta de ações contra caixas eletrônicos nas cidades de Brejo Grande e Boquim. Nesta última cidade, a Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP) registrou a única explosão de cashs na história do Estado.

No mesmo dia da ação em Brejo Grande, a polícia interveio e conseguiu evitar o mesmo crime em Gararu, cidade onde o grupo agiria na noite deste sábado (20). Por conta das investigações, as equipes policiais montaram barreiras nos dois Estados, em Traipu e Gararu já na noite deste sábado.

Percebendo a ação da polícia, os bandidos se recolheram em suas bases de apoio, mas foram localizados pelos policias. Em Alagoas, na perseguição feita pelos policiais alagoanos, o carro usado pelos criminosos encapotou e eles foram presos.

Os demais entraram em confronto com a polícia na cidade de Porto da Folha e morreram. De acordo com a PC alagoana, a quadrilha é suspeita de ter participado também das explosões, nesse mês de outubro, das agências bancárias de Major Izidoro, dia 3, e de Olho D’Água Grande, na terça- feira, 18.

Um policial da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic) de Alagoas informou ainda que o grupo é perigoso, e que, durante todo o dia de hoje, a Polícia continua em diligências tentando localizar e prender outros integrantes.

A ação conjunta entre as polícias de Alagoas e Sergipe contou com equipes do Complexo de Operações Especiais (Cope), Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar, todas unidades especializadas de Sergipe.

Em Alagoas unidades especializadas como a Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), por meio da Seção Especial de Roubos a Banco (Serb), também agiram.

Fotos: http://www.bancarioscg.com.br/ e http://www.ssp.se.gov.br/index.php
Por: Ana Karolina (SSP/AL) e Lucas Rosário (SSP/SE)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*