Assassino é preso na capital

Uma ação conjunta entre o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e o Grupo de Ações Táticas do Interior (Gati) resultou na prisão de José Arlindo Araújo, que matou três homens em Aracaju no segundo semestre de 2017. As investigações tinham como foco um homicídio dentro de um transporte particular em outubro. A partir disso, a polícia conseguiu identificar que o suspeito era o mesmo de outros casos que já estavam em andamento. As investigações estavam sob o comando do delegado Kassio Viana que, na manhã desta quarta-feira, trouxe detalhes da operação.


“O crime ocorreu no dia 19 de outubro de 2017. Iniciadas as investigações, recebemos a informação de que a vítima (Vinícius) já tinha sofrido uma tentativa de homicídio em Japaratuba no mês de setembro. Levantamos informações sobre quem teria feito isso lá. A partir dos autores de lá,nós conseguimos identificar um possível executor do crime. Conseguimos uma fotografia dele e quando nós fomos visualizar as imagens que foram filmadas no Burger King, local no qual eles pegaram o Uber. Então constatamos que a imagem se tratava do mesmo suspeito que nós tínhamos. Fizemos outras investigações que não posso revelar neste momento e constatamos que realmente era ele o autor do crime, o José Arlindo Araújo. As informações iniciais são de que ele cometeu o crime e, ao sair do veículo Uber, fugiu em um carro branco, um Gol, mesmo veículo utilizado na tentativa de homicídio da mesma pessoa, Vinícius, em Japaratuba no mês de setembro. Por isso, nós pedimos a prisão dele e de outros dois suspeitos. Os outros dois seriam os mandantes e que deram suporte a Arlindo na fuga. Assim que conseguimos os mandados de prisão saímos em busca deles, principalmente do executor. Fomos várias vezes ao povoado Mussuca para prendê-lo. No mês de dezembro nós tentamos em uma residência que ele vivia em Laranjeiras, no povoado Mussuca, e não conseguimos, ele fugiu, mas encontramos lá, nessa oportunidade, uma arma de fogo calibre 38 e uma camisa igual a que ele estava usando no dia do crime dentro do Uber. Depois disso mantivemos contato com delegacias do interior e com o grupamento do Gati, que atua de forma muito competente também no interior”, explicou Kassio Viana.

A prisão de José Arlindo aconteceu no dia 30 de dezembro de 2017, em Laranjeiras, e depois ele foi ouvido pelo delegado. Na ocasião ele acabou confessando três crimes.

“No último sábado o Gati conseguiu prendê-lo no povoado Mussuca após uma troca de tiros. A partir daí nós fizemos a ouvida dele e ele confessou ter matado Vinícius. Confessou também outros dois crimes que nós já tínhamos suspeita de que teria sido ele também. Um foi a morte de um jovem chamado Luiz que estava vendendo frutas e verduras na feira do Siqueira Campos, tomou um tiro na nuca no dia 28 de setembro de 2017. No dia 23 de novembro, outro vendedor de frutas foi morto também, agora na Avenida Maranhão. E nosso suspeito principal era o José Arlindo e ele confessou esses crimes também. O que ele alega é que matou os três para não morrer. Ele nos disse que todas essas pessoas que ele matou queriam matá-lo e por isso ele foi lá e matou, mas na verdade o que a investigação sugere e encaminha é que trata-se de uma briga de ponto de drogas no interior do estado e acaba resvalando aqui na cidade de Aracaju”, afirmou o delegado Kassio Viana.

Foragidos
Outros dois homens continuam foragidos, são eles: Wellington Gouveia e Ismaike Stanelly dos Santos Oliveira, ambos da cidade de Japaratuba, segundo o delegado. Para ajudar na busca, basta ligar no 181 e você terá sua identidade preservada. “Esses dois estão foragidos, então se a população tiver qualquer informação deles pode nos passar para que possamos prendê-los o mais rápido possível. Até agora esses dois só tem relação com o crime dentro do Uber, mas provavelmente todos esses crimes estão ligados a tráfico de drogas. É um grupo que não só trafica drogas, mas também pratica assaltos, temos essas informações, em especial nas cidades de Japaratuba e Pirambu”, finalizou o delegado.

Por: ASCOM/SSP

Fotos:ASCOM/SSP

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*