Bebê sequestrado em Alagoas é resgatado pela PM de Sergipe em Japaratuba

Depois de mais de 30 horas de rondas e levantamentos de informações, os policiais militares do município sergipano de Japaratuba, conseguiram localizar na madrugada desse domingo, dia 07, o paradeiro do bebê de apenas 20 dias de nascido que tinha sido raptada na cidade alagoana de Colônia Leopoldina, na última sexta-feira, dia 05.

De acordo com o comandante do Batalhão da PM do município de Japaratuba/Pirambu, Sub tenente Alessandro, o bebê foi encontrado com sinais de maus cuidados na casa de Maria das Graças do Nascimento , conhecida como “Buguinha”, acusada de raptar a criança. Que ao perceber a presença da polícia, conseguiu escapar pulando o muro do quintal deixando o bebê nas mãos de sua filha, uma adolescente de quase 16 anos.

De acordo com uma fonte do Portal Imprensa1, Maria das Graças saiu de Sergipe para a cidade alagoana de Colônia Leopoldina para visitar a amiga e mãe do bebê. Onde na sexta-feira, dia 05,  teria pedido para dar um passeio com a recém-nascida “Maria Eduarda” e depois desapareceu. Foi quando a polícia de Alagoas foi acionada e fez contato com a polícia de Sergipe.

Os policiais militares de Japaratuba: Sub-tenente  Alessandro ( Cmt do Batalhão), Cabo Cleiton e Soldado Wesley acionaram o Conselho Tutelar e juntos levaram o bebê para o hospital local onde passou por uma avaliação médica.

Logo depois, a mãe e o pai da recém-nascida foram avisados pelo delegado, Antônio Nunes Cabral Júnior, da Regional de Novo Lino -AL  (responsável pela investigação do caso), que a criança foi encontrada pela PM de Sergipe e o bebê já estava a disposição da família na Unidade de Saúde da cidade sergipana de Japaratuba.

Uma foto registrou o  momento de “Maria Eduarda” sendo entregue aos pais ao lado dos conselheiros tutelares : Cícero Crisóstomo e Miguel Ângelo Ramos e demais pessoas que contribuíram para esse reencontro familiar.

Enquanto isso, a acusada continua sendo procurada pela polícia. Se você tiver alguma informação de seu paradeiro, ligue 181 ou o 190.

Por: www.imprensa1.com

Fotos: PM de Sergipe, Equipe da Unidade de Saúde e Conselhos Tutelares de Alagoas e Segipe.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*