Bloco carnavalescos receberão preservativos e orientações diversas

Neste mês de fevereiro, as equipes do Programa Estadual IST/Aids, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizarão uma série de atividades conscientizadoras na capital e no interior sergipano, antes e durante as festas carnavalescas. De acordo com o gerente do programa, o médico Almir Santana, cerca de 200 mil preservativos, masculinos e femininos, além de lubrificantes, deverão ser disponibilizados em pontos estratégicos, de grande concentração populacional. O objetivo é contribuir para a prevenção à sífilis e ao HIV/Aids.

“Já estamos promovendo palestras e mobilizações em algumas festividades da capital e do interior, a fim de despertar nas pessoas o entendimento sobre a importância da prevenção às infecções sexualmente transmissíveis. A campanha realizada este ano pelas equipes do programa estadual visa tornar a camisinha acessível à população, visto que são inúmeros os relatos dos que não se previnem durante a relação sexual, por não disporem do material no exato momento”, explicou Almir Santana.

 

Ações conscientizadoras

 

A partir das 18h desta última  quinta-feira, 1º de fevereiro, ocorreram  ações de prevenção na Orla de Atalaia, mais precisamente na Praça do Oceanário e na Feira de Artesanato. Sergipanos e turistas que marcaram  presença nesses locais até as 21h tiveram acesso à testes rápidos e esclarecimentos através da Unidade Móvel Fique Sabendo. Na unidade, atuaram 15 profissionais, entre eles médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e voluntários do programa.

Nesta sexta-feira, 2, às 12h, o gerente do IST/Aids estará sendo homenageado na cerimônia de lançamento da campanha carnavalesca ‘Prevenir é melhor que remediar’, realizada no Clube do Banese, no bairro Coroa do Meio. O tema sugerido está diretamente ligado às ações de prevenção ao HIV/Aids durante os bailes tradicionalmente realizados pela instituição nesta época do ano. No turno da noite, as equipes do programa estadual estarão presentes em pontos estratégicos do Carnaval Cultural do Carro Quebrado. O evento acontece em Aracaju, a partir das 19h, na Avenida Edézio Vieira de Melo, no trecho entre as ruas Zaqueu Brandão e Gonçalo Prado Rollemberg.

“É certo que as pessoas estão mais conscientes quanto aos riscos ocasionados por uma relação sexual sem preservativos, porém uma das grandes ameaças a essa prevenção é a bebida alcoólica, cuja ingestão provoca tamanha empolgação capaz de resultar não apenas nas ISTs, mas também nos chamados ‘filhos do carnaval’. Uma das recomendações dadas pelas equipes para os que realizaram o ato sexual sem camisinha é a busca por uma unidade básica de saúde, onde poderá ser feito o teste de HIV após 30 dias, período esse denominado de janela imunológica, em que o cidadão pode estar infectado, mas o exame não aponta o resultado positivo. Se der reagente, o cidadão inicia automaticamente o tratamento”, explicou o médico.

 

Além do teste de HIV, outro recurso disponibilizado aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) é a Profilaxia Pós Exposição ao HIV (PEP), medicação que pode ser tomada até 72h depois da exposição a uma situação de risco e está disponível em alguns hospitais sergipanos. Além dos eventos já agendados, as equipes do Programa Estadual IST/Aids atuarão em feiras livres e em outros pontos estratégicos dos municípios de Pedrinhas, no próximo dia 5; em Poço Verde, no dia 7; e em Cedro de São João, no dia 8. A Unidade Móvel Fique Sabendo estará presente nesses locais, com disponibilização de testes rápidos para identificação de casos de sífilis e de HIV.

Camisildo

O Camisildo, veículo em forma de camisinha que transmite a mensagem da conscientização, também terá participação em blocos carnavalescos do interior de Sergipe. No próximo dia 3, o veículo e uma equipe composta por quatro profissionais, entre médicos e técnicos de enfermagem, atuarão nas cidades de Ribeirópolis e de Aracaju, sendo que nesta última durante a apresentação do bloco ‘Mamãe quero beber’, no Conjunto Bugio. O desfile também se destina a arrecadação de alimentos para pacientes com HIV, atendidos na Casa de Apoio ‘O Bom Samaritano’, localizada no bairro 18 do Forte.

No próximo dia 6, o Camisildo será conduzido até a tradicional festa carnavalesca do município de Nossa Senhora das Dores. No dia 7, o veículo e a equipe multiprofissional estará em Santa Luzia do Itanhi. No próximo dia 8, em Siriri. Em seguida, no dia 9, em Estância, e no dia 10, nas festividades do bloco Nega Maluca, que também se apresenta no Conjunto Bugio, na capital. No dia 11, o Camisildo marcará presença em Itaporanga D’Ajuda e no dia 12, em Pirambu. No dia 13 estará em São Cristóvão e em 28 de fevereiro, em Porto da Folha.

Por: Ascom ASN

Reprodução: www.imprensa1.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*