Déda acompanha posse do gerente geral da Petrobras e enfatiza produção de petróleo em Sergipe

Deda-na-posse-PETROBAS--310

Deda-na-posse-PETROBAS--310Na manhã desta sexta-feira,dia 4, o governador Marcelo Déda participou da posse do novo gerente geral da Unidade Sergipe-Alagoas da Petrobras.

Geólogo e há 34 anos na Companhia, Luiz Robério Silva Ramos substitui Eugênio Dezen, que assumirá a Gerência Executiva dos Serviços Compartilhados da Petrobras no Rio de Janeiro.Antes de chegar a Sergipe, Robério exercia a função de gerente geral da Unidade de Exploração e Produção do Espírito Santo.

 

Deda-na-posse-DEDA-DISCURSO-PETROBAS--OK“Esse é um momento muito importante da Petrobras no estado de Sergipe. Despedimos-nos de uns dos mais competentes e produtivos executivos que a Petrobras já teve em nosso estado. Eugênio Dezen é responsável por uma década virtuosa: esses quase dez anos em que ele esteve à frente da Gerência Sergipe/Alagoas possibilitou um aumento significativo de investimentos da Companhia em Sergipe, a descoberta de novos campos e uma nova perspectiva de futuro na exploração de petróleo em nosso estado. E se a Petrobras escolhe para substituir Dezen, o executivo que administrava a sede do Espírito Santo, é porque tem planos muitos significativos para Sergipe”, afirmou o governador.

 

Déda fez quetão de destacar a importância econômica das novas descobertas anunciadas pela Petrobras no final de 2012, a exemplo dos poços em águas profundas e ultraprofundas nos municípios de Moita Bonita e Barra dos Coqueiros, haja vista que o crescimento da produção de petróleo implica no aumento de repasse de royalties para o Estado.

 

“Esse dinheiro não é para nosso governo, não é para nossa administração, mas fico feliz como sergipano, porque quem governa tem que ter os olhos no futuro. O petróleo continuará a ser, pelo menos nos próximos 30 anos, uma das principais âncoras da economia sergipana. Isso graças à decisão do ex-presidente Lula e da presidente Dilma de ampliar os investimentos, de mudar o marco regulatório da exploração do petróleo e de fazer da riqueza petrolífera a grande poupança dos nossos filhos e netos aqui no Brasil. Vamos aproveitar a experiência que Robério tem e daqui a mais seis anos estaremos disputando, ombro a ombro, a posição de quarto produtor de petróleo do País”, disse.

 

Fonte e fotos : http://www.agencia.se.gov.br/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*