Fórum de Turismo discute acessibilidade

Frum Estadual_de_Turismo_discute_acessibilidade

Frum Estadual_de_Turismo_discute_acessibilidadeA cidade de Laranjeiras foi sede da 25ª Reunião Ordinária do Fórum Estadual de Turismo de Sergipe (Fortur), que teve como principais pautas o fortalecimento dos museus como incremento ao turismo, a divulgação do Festival Alumiar e a política de acessibilidade no turismo em Sergipe.

Para o secretário-adjunto da Secretaria de Estado do Turismo, José Roberto Lima, essa reunião foi de extrema importância em diversos aspectos. “Estarmos aqui mais uma vez só consolida o modelo de governança que a Setur implementou no governo Déda, que é esse de trabalhar com todo mundo que compõe o trade”, disse. “Nós entendemos que o turismo não se faz apenas com a cabeça dos gestores públicos, e por isso é importante que todos estejam presentes nessa reunião hoje”. José Roberto também lembrou que o Fórum de Sergipe é um dos mais atuantes do Brasil.

A relação entre cultura e turismo também foi discutida durante o Fortur. Segundo o secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Cultura, Marcelo Rangel, os museus podem fortalecer a relação do turista com o estado. “Fizemos um apanhado dos museus de Sergipe, com o intuito de que pudéssemos analisar a influência de todos eles no turismo, porque a gente sabe que o tempo de permanência e até mesmo o retorno do turista ao estado está diretamente ligado à cultura”, disse.

Jane Marie, Presidenta do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CEDP- cD), fez uma apresentação sobre a atenção que as pessoas com deficiência devem ter também no âmbito turístico. “Só em Sergipe, ¼ da população tem algum tipo de deficiência”, disse no discurso. A proposta do CEDP-cD é que todas as pessoas estejam incluídas no turismo em Sergipe. “Nós queremos apoiar a todos nesse processo de inclusão. Tanto os que nos visitam, quanto aos que podem cooperar no trabalho do turismo aqui no estado, e por esse motivo queremos o maior envolvimento possível dos empresários, do governo municipal e estadual”, explicou.

A Secretaria de Estado do Turismo recebeu da CEDP-cD uma material que servirá como subsídio pra que os gestores possam trabalhar de acordo com o documento explicativo sobre os direitos da pessoa com deficiência. “Inclusive, fizemos questão de entregar o material ampliado, que é feito especialmente para pessoas com baixa visão, e o material em braile, feito para quem tem cegueira”, disse Jane.

Sobre as políticas de acessibilidade que foram explanadas no fórum, José Roberto afirmou que com o apoio da CEDP-cD o estado de Sergipe poderá incluir pessoas com deficiência na prática turística. “Esse é um assunto que merece nossa atenção, e ficaremos felizes em poder implementar medidas que proporcionem bons momentos no passeio turístico das pessoas com deficiência que visitam nosso estado”, disse.

Os colaboradores do turismo sergipano representados por João Eudes do Banco do Nordeste Brasileiro (BNB), e Ézio Christian, do Banco do Estado de Sergipe (BANESE), mostraram a ligação direta que têm como grandes alavancadores do turismo, através de uma rápida apresentação de obras e projetos feitos também em conjunto com o governo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*