Mãe de criança de três anos denúncia o SUS ao Ministério Público de Sergipe

saude--susA Promotora de Justiça Dra. Euza Missano, Curadora dos Direitos à Saúde, conduziu Audiência Pública a fim de esclarecer uma denúncia feita pela genitora de uma usuária do Sistema Único de Saúde – SUS, de apenas 03 anos de idade, que não conseguiu realizar um tratamento de fonoaudiologia. Segundo o gerente do SERFISMO, Felipe Calazans, a paciente se encontra em assistência na unidade, que presta apenas serviços de reabilitação física e motora, através de atividades ocupacionais em crianças e adultos.

E que, no caso específico, esta paciente confundiu o serviço com o do Centro de Especialidades Médicas da Criança e do Adolescente – CEMCA.

De acordo com o fonoaudiólogo do CEMCA, Dr. Artur Marcelino Filho, a paciente já havia procurado o Centro, no mês de setembro, e através do setor de triagem foi encaminhada para a lista de espera.

Essa fila, ainda segundo o fonoaudiólogo, dura aproximadamente entre um ano e meio a dois anos para dar assistência ao paciente. E, ressaltou que os pacientes são classificados por categorias: vermelha, amarela e verde, pelo nível de criticidade.

O médico especialista destacou, também, que há uma demanda muito grande em atendimentos, causando sobrecarga. Além disso, a estrutura atual é inadequada e o número de fonoaudiólogos é reduzido.

Por: Coordenadoria de Comunicação – MP/SE

Deixe uma resposta