Operação Luz na Infância prende 4 acusados de exploração sexual em Sergipe

A Polícia Civil de Sergipe, por meio do Departamento de Defraudações e Crimes Cibernéticos, e em parceria com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), deflagrou no início da manhã desta sexta-feira (20), a operação integrada Luz na Infância. A ação foi desencadeada em 24 estados brasileiros, incluindo Sergipe, e no Distrito Federal, com o objetivo de apurar crimes de exploração sexual contra crianças. Até o início da tarde, o Ministério da Justiça confirmou 104 prisões em flagrante.

A ação é fruto de seis meses de investigação e resulta do aprimoramento do trabalho de inteligência de segurança pública e atuação em modelo de força tarefa, que reúne em um mesmo ambiente de trabalho policiais com expertise e capacitação na repressão aos crimes virtuais e de pedofilia. De acordo com a delegada geral de Polícia Civil, Katarina Feitoza, foi uma operação nunca vista antes de combate à pedofilia. “É um resultado de uma excelente parceria entre a Polícia Civil e a Perícia, porque sem ela nada seria possível. O êxito nos flagrantes foram justamente devido ao bom trabalho integrado”, afirmou.

Os alvos da Operação Luz na Infância foram identificados através de um levantamento de informações pela Senasp e a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil -Adidância da Polícia de Imigração e Alfândega em Brasília (US Immigration and Customs Enforcement-ICE). Com base em informações e evidências coletadas em ambientes virtuais, a Polícia Civil instaurou inquérito policial e representou pela buscas e apreensões junto ao Poder Judiciário, visando apreender computadores e dispositivos informáticos onde estão armazenados os conteúdos de pedofilia, indiciar e prender os criminosos.

Em Sergipe, a operação foi deflagrada pelas equipes do Departamento de Defraudações e Crimes Cibernéticos (DDCC),coordenadas pela delegada Rosana Freitas, com o apoio de agentes da Divisão de Inteligência (Dipol) e de outras unidades especializadas, para dar cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão. Cerca de 40 policiais participaram da operação que resultou na prisão em flagrante de quatro indivíduos, número esse recém atualizado.

“A Perícia esteve presente em todos os momentos da operação e esse trabalho técnico foi o que possibilitou no flagrante. Foi uma colaboração entre o trabalho de campo realizado pela Polícia e o trabalho dos peritos que se empenharam”, comentou a delegada. Ela também adiciona que dois dos quatro presos são idosos, um tem origem estrangeira e o último criminoso tem aproximadamente 35 anos. Em Aracaju a operação realizou buscas em bairros como Aeroporto, Coroa do Meio, Centro e Zona de Expansão.

Luz na Infância

A operação foi intitulada Luz na Infância por serem bárbaros e nefastos os crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes. A internet facilita esse tipo de conduta criminosa e, via de regra, os criminosos agem nas sombras e guetos da rede mundial de computadores.

Luz na Infância significa propiciar as crianças e adolescentes vítimas de abuso e violência sexual, o resgate da dignidade, bem como, tirar esses criminosos da escuridão, para que sejam julgados à luz da Justiça.

 

Fonte: SSP/SE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*