Pacientes denunciam problemas na estrutura do prédio e no atendimento na UPA Zona Sul

Pacientes reclamam da qualidade do atendimento na UPA da Zona Sul – Fernando Franco. Neste sábado dezenas de usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) que lotavam aquela unidade de saúde, relataram a reportagem do imprensa1 uma série de problemas da estrutura do prédio e no serviço de atendimento.

O quadro começa pela quantidade insuficiente de cadeiras na sala de espera. O que se agrava porque várias estão quebradas. Há momentos que o número de pacientes e acompanhantes é maior que as cadeiras,  o que obriga as pessoas a ficarem em pé aguardando serem chamadas.

 

 

 

 

 

Outro grave problema são os sanitários da sala de espera, que estão há muito tempo interditados. Avisos são colocados nas portas dos banheiros para alertar as pessoas. Por exemplo,  comunicados foram fixados nas entradas alertando que os vasos sanitários estão entupidos e com as descargas quebradas.

Não existem mais bebedouros na espera. Quem tiver sede precisam ir até a sala de estabilização pegar um copo descartável, ou às vezes improvisar com copos para cafezinho, usados para servir medicamentos aos pacientes, e tomar água dessa forma mesmo, e na sala de estabilização.

Se não bastassem os problemas estruturais e de acomodação,  outro grave problema é a demora na triagem. Os pacientes reclamam que cada pessoa passava cerca de uma hora para ser atendido, a exceção eram os casos graves e idosos.

 

Colaboração e fotos: José Firmo

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*