Policia flagra crime ambiental contra riacho no interior de Sergipe

polcia-ambiental-carro

polcia-ambiental-carroOCentro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP) recebeu na manhã desta quinta-feira, dia 25, a deúnciade que no povoado Cambotá, no município sergipano de São Cristóvão, o riacho Pitanga havia sido represado, através da construção de um pequeno dique com o objetivo de instalar no local uma pequena área de lazer.

Ao chegar ao local o Pelotão de Polícia Ambiental (PPAmb) da Polícia Militar de Sergipe, percebeu uma pequena aglomeração de pessoas, inclusive de alguns veículos, carroças e animais, e os policiais notaram que um trecho do rio Pitanga estava parcialmente interrompido com a imposição de sacos de areia de uma margem a outra do pequeno riacho.

PPamb-riachoComo não foi possível identificar os responsáveis pelo represamento do riacho e do crime ambiental, os militares destruíram o dique, de forma a desobstruir a passagem da água e permitir que o riacho seguisse o seu curso normal. “Aproveitamos para fazer um trabalho de educação ambiental com a comunidade, mostrando que aquele pequeno riacho é importante para o ecossistema local e que qualquer alteração que se faça nele afetará a fauna e a flora da localidade”, explicou cabo Paulo, comandante da guarnição do PPAmb que atendeu a ocorrência.

Os militares vão emitir um relatório que será encaminhado à Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) e à Superintendência de Recursos Hídricos (SRH), já que no local também foi identificada uma captação clandestina de água do referido riacho.
Além do cabo Paulo, o caso teve o apoio dos soldados Pétula e Vinícius, integrantes do Pelotão Ambiental.

Por: Luciana Domingos
Fonte: ASCOM/PM
Fotos: PPAmb/PMSE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*