Associação dos Magistrados distribuirá prêmios de até 15 mil reais para jornalistas

Estão abertas até segunda-feira, dia 19, as inscrições para o 8º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos, promovido pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (AMAERJ). A premiação nacional tem quatro categorias: Reportagens Jornalísticas, Trabalhos dos Magistrados, Práticas Humanísticas e Trabalhos Acadêmicos.

O júri integrado por especialistas de destaque nas quatro áreas selecionará os premiados. Haverá cinco finalistas por categoria. O primeiro lugar de cada uma ganhará R$ 15 mil; o segundo, R$ 10 mil; o terceiro, R$ 5 mil.Inscreva-se aquiLeia aqui o regulamento

Os três primeiros colocados receberão troféus. Os demais finalistas serão homenageados com Menções Honrosas. Na categoria Trabalhos dos Magistrados, os três primeiros colocados receberão troféus.

A cerimônia de premiação será em 21 de outubro, às 18h, no Tribunal Pleno do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro).

Criada em 2012, a premiação celebra a memória da juíza Patrícia Acioli. Titular da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, ela foi morta em 2011, em Niterói, por policiais militares. Além de homenagear Patrícia Acioli, o Prêmio tem o objetivo de identificar, disseminar e estimular a realização de ações em prol dos direitos humanos, dando visibilidade às práticas.

Troféu Hors-Concours

A 8ª edição do Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos homenageará a jornalista Míriam Leitão, uma das principais profissionais da imprensa no país. Defensora da dignidade da pessoa humana, ela receberá o Troféu Hors-Concours. Míriam tem 47 anos de profissão, é colunista do jornal “O Globo” e comentarista da TV Globo, da GloboNews e da rádio CBN.

Por: AMAERJ <amaerj@amaerj.org.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.