Jornalista Yara Marley morre e criança fica presa no apartamento por três dias

O jornalismo de Sergipe está  de luto. No final da manhã  desta quinta-feira,  dia 29, foi encontrada morta em seu apartamento localizado no Condomínio Diamante, no Bairro Ponto Novo em Aracaju,  a jornalista e radialista, Yara Maria dos Santos , de 38 anos. Conhecida carinhosamente  como ” YARA Marley”.

De acordo com amigo e secretário de comunicação social do município de Barra dos Coqueiros, Elton Ricart, a colega de trabalho  está  sem se comunicar desde o final da tarde de segunda-feira,  dia 27 e como ela tomava remédios controlados e sofria de epilepsia, pôde ter passado mal enquanto dormia.

Preocupado com sua ausência,  Elton decidiu ir a sua residência  no final da manhã  desta quarta-feira  e por surpresa , se deparou com a porta fechada e a voz de uma criança  ao fundo ” eu chamei pelo nome da criança  de dois aninhos e meio ,”Terezinha” ! Terezinha !… Cadê  sua mamãe? A criança  respondeu: ela está  dormindo,  tio”, relata Elton Ricart.

Achando estranho, o amigo acionou a vizinha do lado e pediu ajuda ” ela veio com o esposo , um policial militar reformado e juntos,  ficamos conversando com a criança. Minutos depois,  a menina colocou a chave por baixo da porta e desta forma, conseguimos entrar ” , diz o amigo da jornalista.

A jornalista  estava no quarto morta em estado  de putrefacão e a criança sem entender nada. Quando lhe foi perguntado o que ele tinha comido nesse período  da mãe  dormindo  ” morta”, a criança  contou que bebia  água,  comeu um pedaço  de bolo que estava na mesa e pegou leitinho no armário com ajuda de um banquinho.

Todos ficaram impressionados com a narrativa da menina e a forma que ela se encontrou presa no apartamento diante da mãe  morta , onde ela pensava pela sua inocência  que a mãe dormia.

A criança  foi avaliada  pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência  ( SAMU) e depois ficou sobre a guarda da família  da jornalista.  O sepultamento de Yara Marley,  acontece  as 08h da manhã  no cemitério da Cruz Vermelha em Aracaju.

Por: www.imprensa1.com

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.