Morre em confronto com a polícia de Sergipe o suspeito de matar a criança em Cristinápolis

No inicio da madrugada desta quinta-feira, dia 15, Leonardo Francisco de Aquino morreu em confronto com a policia sergipana em uma operação conjunta entre a Delegacia Regional de Tobias Barreto, Delegacia de Cristinápolis , 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) e a Companhia Independente de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ciopac). Ele é principal suspeito de matar  a criança, Mariana Karina de Jesus Silva, de apenas 8 anos de idade, assassinada à tiros na madrugada dessa quarta-feira, dia 14 , no momento que dormia ao lado da sua mãe, senhora Giomaria.

O suspeito de ser o assassino da criança foi encontrado em uma casa na cidade de Estância. e ao perceber a presença policial, ele reagiu a abordagem atirando nos policiais onde um policial chegou a ser atingido, mas passa bem. Já o suspeito  ‘Leonardo Aquino” após baleado não resistiu e morreu a caminho do hospital.

 Na manhã do mesmo dia, dois suspeitos foram presos: José da Hora Costa Santos e Maiara Nascimento Cardoso, integrantes de um grupo criminoso que atua na região no trafico de drogas e que seria esse, o motivo da menina ter sido assassinado.  De acordo com informações preliminares, dois homens do mesmo grupo, entre eles Leonardo, estavam em busca de um homem de prenome Lucas, o tio da criança. Como a menina estava enrolada em lençol, os marginais pensaram que era o tio e começaram a atirar.

Eles foram presos em flagrante por associação para o tráfico de drogas. As buscas continuam para chegar aos outros dois envolvidos no crime. A Polícia Civil reitera que informações e denúncias podem ser repassadas pelo Disque-Denúncia, pelo telefone 181.

SAIBA MAIS SOBRE ESSE CASO – CLICK AQUI !

Fonte: SSP?SE

1 Trackback / Pingback

  1. Polícia de Sergipe prende mais um integrante do grupo que matou criança de oito anos em Cristinápolis – Portal Imprensa 1

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.