Polícia de Sergipe identifica no IML a segunda vítima de “Naldo Borracheiro”

O segundo corpo de vítimas do borracheiro Joaenaldo dos Santos da Silva, conhecido como ‘’Naldo borracheiro’’, de 36 anos foi identificado. Segundo o Instituto Médico Legal (IML), trata-se de Antônio José Batista, de 56 anos, natural da Bahia.

O homem estava desaparecido e, após perícias e levantamento de informações odontológicas, o corpo foi identificado. O trabalho teve a participação de peritos criminais e médico legista, que foram fundamentais na identificação desse caso.

De acordo com a odontolegista Suzana Maciel, do IML, pela situação em que o corpo foi encontrado, tem meses que o homem foi morto. “Pela própria condição do esqueleto que chegou aqui, já tem meses que o fato ocorreu, claro que, quanto mais estiver esqueletizado o corpo, mais difícil de estimar com precisão o tempo de morte, mas pelas escalas que nós temos, podemos precisar que há cerca de um ano aproximadamente o fato aconteceu”, destacou a odontolegista.

Os outros corpos serão identificados com a perícia necessária, de acordo com a condição dos próprios corpos e dos ossos que foram encontrados, frisando que, em algumas situações, não ter o esqueleto completo dificulta o trabalho da perícia.

A odontolegista Suzana Maciel também falou sobre a terceira vítima, que já tem um suposto nome e a família está ajudando na coleta de informação. Sobre a quarta pessoa que foi morta pelo borracheiro, ainda não foi possível ter a sua identificação, mas estão sendo feitos trabalhos nesse sentido.

Caso

O caso ficou conhecido na imprensa, no início do mês de maio, quando foram encontrados quatro corpos enterrados, três deles em uma casa no conjunto Marcos Freire II  e outro em uma residência no loteamento Piabeta, ambos os locais ficam em Nossa Senhora do Socorro.

Reprodução: www.imprensa1.com

Por: Ascom  da SSP

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.