Polícia prende segundo acusado da morte do empresário no Inácio Barbosa

Foto: Imprensa1

Policiais da Delegacia de Roubo e Furtos (DEROF), coordenados pela delegada Juliana Alcoforado, prenderam na manhã  desta quarta-feira, dia 05, Gustavo Rafael Fontes, o segundo acusado do latrocínio (roubo seguido de morte) do empresário Adilino da Silva Maia, o ‘Maranhão’,  59 anos.

Gustavo foi preso na casa de familiares no Bairro Soledade, zona norte da capital sergipana.

 

Foto: SSP/SE

Gustavo, co-autor do crime, estava foragido da Justiça desde dezembro de 2016, quando fugiu do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan). “Localizamos ele na residência de uma mulher com quem vinha se encontrando. Em depoimento, ele admitiu participação no crime”, salientou Juliana Alcoforado.  O indivíduo permanece sob custódia, à disposição do Poder Judiciário.

O crime ocorreu na noite de 4 de março deste ano, quando a vítima chegava em casa. No momento em que estacionava o veículo, foi abordado e a dupla de meliantes anunciou o assalto, atingindo duas vezes a cabeça do empresário.

O jovem de nome Felipe, de 19 anos, preso na zona de expansão no dia 21 de março deste ano, confessou o crime e apontou que o comparsa atirou porque a vítima reagiu.

 

 

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.