Secretário da saúde de Sergipe presta contas na Alese

A  Comissão de Saúde, Higiene, Assistência e Previdência Social da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), convocou através da sua presidente, a deputada estadual Janier Mota (PR), o secretário da Saúde, Valberto Oliveira, à prestar contas da pasta referente ao primeiro quadrimestre de 2019, na manhã desta terça-feira,02, na sala das Comissões Deputado Guido Azevedo.

De acordo com o secretário, no que desrespeito a oferta e produção de serviços públicos, o Centro de Atenção à Saúde Especializada (Case) realizou quase 30 mil atendimentos entre órteses, próteses e medicamentos; o Centro de Atenção Integral a Saúde da Mulher (Caism) o montante de 12. 504 atendimentos entre consultas e exames e a Central de Transplantes recebeu 6.056 potenciais doadores, destes, 57 são de córneas.

O secretário disse ainda que na rede hospitalar- urgência, a SES realizou na UTI Pediátrica do Hospital de Urgência  a reforma na estrutura física da CTI- PED, visando a implantação dos leitos com 70% da obra concluída.

A respeito da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, antiga Maternidade Hildete Falcão, Valberto disse que 80% da obra foi concluída, e R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais)  são para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, oriundos com recursos de emendas individuais da bancada de Sergipe, que está em fase de licitação.

O Centro Especializado em Reabilitação de Sergipe (CER IV), espaço destinado ao atendimento de quatro tipos de deficiências: física, auditiva, visual e intelectual, além das pessoas ostomizadas e com múltiplas deficiências, com capacidade de atender 200 pacientes ao dia,  o secretário disse que  63% da obra já foi executada, e que está aguardando aprovação do aditivo da Caixa para finalização da execução da acessibilidade. O investimento, segundo o gestor foi orçado no valor de R$  23.500.000,00, com a contrapartida do Proinveste de R$ 4.700.000,00.

O Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas,  Valberto disse que 3,65% da obra inicial foi concluída, e  que foi deflagrado processo licitatório por 3 vezes, sem obter êxito.

Totalizando o geral da receita no 1º quadrimestre de 2019 o valor de  R$ 172.519.377,94 dividido entre a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS); Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) e Fundação Estadual de Saúde (FUNASA).

A prestação de contas do 1º quadrimestre do exercício de 2019 refere-se ao montante e fonte dos recursos aplicados; auditorias realizadas ou em fase de execução no período, bem como suas recomendações e determinações; oferta e produção de serviços públicos na rede de assistência  própria, contratada e conveniada, de acordo com lei complementar  nº141, de 13 de janeiro de 2012.

Reprodução: www.imprensa1.com

Por Luciana Botto- Rede Alese

Foto: Jadilson Simões

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.