Servidores de Canindé paralisam atividades por três dias devido atraso pagamento

Nesta terça, quarta e quinta-feira, 22, 23 e 24,  os trabalhadores do município  de Canindé vão paralisar as atividades e protestar contra os atrasos constantes no pagamento de salários dos servidores.

“Os servidores que atuam na educação estão sem receber o salário de agosto, e receberam apenas 50% do valor dos salários de setembro. Já os que atuam na política de saúde, estão com um mês em atraso, e os demais servidores, a exemplo cultura, agricultura, obras, inclusão, estão sem receber os salários setembro”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municiais de Canindé (Sindiserve Canindé) e Diretor de Comunicação da FETAM, Emanoel Aleixo.

Ele explica que a paralisação foi deliberada no último dia 15,  durante assembleia geral da categoria, que contou com a presença de mais de 150 servidores.

Neste primeiro dia de paralisação, os servidores irão realizar uma vigília, a partir das 18h, na Câmara de Vereadores. O presidente do Sindiserve Canindé, Emanoel Aleixo, utilizará a tribuna para denunciar a grave situação dos servidores aos parlamentares municipais.

A manifestação terá continuidade na quarta-feira, 23, com uma ocupação à Secretaria de Financas do Município. O último dia de paralisação, quinta-feira, 24, será dedicado ao estudo interno para que os servidores entendam melhor o funcionamento e a situação atual do orçamento do município.

“Nós, servidores, estamos pagando uma conta que não é nossa, mas da irresponsabilidade dos gestores anteriores! Uma bola de neve foi criada em Canindé: os gestores pagam um salário anterior e deixam o salário do mês em atraso.  E essa bola de neve foi criada com um número exorbitante de cargos comissionados e de contratados”, avaliou o secretário geral da FETAM, Edmilson Balbino, que é servidor municipal de Canindé.

Prefeito interino

Canindé vive um momento de instabilidade política: o prefeito anterior foi afastado por meio de impeachment e o prefeito interino, Weldo Mariano, assumiu no dia 24 de setembro.

“A estimativa é de que o município de Canindé tenha um déficit de 25 milhões de reais em folha de pagamento, sendo que a arrecadação mensal para todas as despesas é de cerca de 8 milhões por mês”, contabilizou Balbino, destacando que o momento é de expectativa de que o prefeito interino resolva as questões relacionadas as Finanças públicas e busque alternativas diante do caos que o município está vivendo.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.