Sucessão empresarial em IES: formar um sucessor ou manter a velha postura de criar um herdeiro?

Definir metas e objetivos organizacionais, projetar estratégias, delinear métodos, prever cenários. Definir como será a jornada de crescimento de uma empresa requer planejamento empresarial. Transformações tecnológicas e mudanças no mercado exigem adaptação e planificação, seja para uma empresa recém aberta ou líder de mercado.

Para o setor de educação superior, um dos que apresentam maior desenvolvimento econômico no atual cenário, segundo dados do Censo do Ensino Superior (MEC/INEP), um plano de sucessão exige uma atuação cada vez mais competente e com excelência nas práticas de gestão. De acordo com especialistas é preciso ter foco na implementação de sucessores e não em herdeiros.

“Os herdeiros, naturalmente, são acionistas, mas para avançar é preciso ter fundamentos do negócio voltado à educação. Afinal, ser consanguíneo não o qualifica um bom gestor. Tem que se preparar para tal. Líderes de empresas educacionais, como executivos, por exemplo, também devem participar, pois podem ser futuros heads”, explicou Temisson José Santos, superintendente acadêmico do Grupo Tiradentes.

Em uma parceria com o Grupo Tiradentes e Tiradentes Institute (EUA), a Universidade Corporativa do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimento de Ensino Superior no Estado de São Paulo – Semesp – lançou o primeiro Programa Internacional de Desenvolvimento de Sucessores em Instituições de Ensino Superior – IES. O novo produto educacional está com data agendada para 22 a 26 de junho de 2020, em solo americano.

“Juntamos o capital de relacionamento e estrutura que temos em Boston no Tiradentes Institute, com a Semesp, que por sua vez também possui capilaridade no Brasil e experiência com missões internacionais, para promover e contribuir na formação de sucessores em IES”, informou.

Durante uma semana, 40 líderes educacionais brasileiros terão a oportunidade de conhecer modelos de excelência de ensino e aprendizagem e de gestão das mais importantes e inovadoras universidades do mundo, localizadas na região de Boston, nos EUA – Harvard University, Babson College e MIT.

A antecipação do futuro para os sucessores, como é considerado o programa, vai acontecer no Tiradentes Instituite. Com visitas monitoradas, tradução simultânea, almoço e city tour inclusos, o programa abordará, ainda, a internacionalização do ensino, modelos de incubadora, além de integração entre a indústria e a instituição de ensino.

“Ao final, o participante sairá com um relatório robusto, oriundo do programa que vai prestar conta à família ou ao mantenedor”, reforça professor Temisson dos Santos.

Reprodução: www.imprensa1.com

Por: Amália Roeder

Jornalista/ DRT 641/SE

(79) 999726688

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.