Operação Metástase: ex-gestor é denunciado por utilizar ‘laranjas’ para desviar verbas

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público Estadual, cumpriu na manhã desta quinta-feira, 12, oito mandados de busca e apreensão pela Operação Metástase, nos municípios de Aracaju e Nossa Senhora das Dores, no centro e zona rural.

A ação faz parte terceira fase da Operação Metástase, com o objetivo de aprofundar a coleta de provas do grupo criminoso que atuava na Fundação Beneficente Hospital de Cirurgia.

A operação é realizada pelo Gaeco em conjunto com o Comando de Operações Especiais (COE) e o Departamento de Combate ao Crime Tributário e Administração Pública (Deotap).

Segundo o Gaeco, por meio de levantamentos de dados e de campo, o ex-gestor do Hospital de Cirurgia utilizou-se de duas construtoras, registradas em nome de “laranjas” – sócios residentes no município de Nossa Senhora das Dores – com a finalidade de desvio de verba pública da saúde e utilizadas na compra de bens e enriquecimento ilícito do gestor à época. A investigação versa sobre crimes contra a Administração Pública, lavagem de dinheiro e organização criminosaZ

 

Com Informações da MP/SE

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.