Voluntários de Aracaju criam projeto socioambiental para a construção de casas populares sustentáveis

O sonho de ter um lar que proporcione segurança e aconchego é um dos mais presentes na vida do ser humano. Quando um grupo de voluntários de diversas áreas profissionais se une, esse sonho pode estar mais próximo de se tornar real. Pensando nisso, o projeto Ecoió foi fundado em janeiro deste ano com o objetivo de construir casas populares, de forma sustentável e de baixo custo, proporcionando uma nova vida a pessoas carentes e que estão em situação de risco.

A escolha do nome Ecoió se deu pelo fato da junção de dois termos inerentes aos objetivos do projeto. Eco, remete aos conceitos de sustentabilidade, enquanto Coió, abrange aspectos populares e regionais, pois, de origem nordestina, significa pequena casa.

De acordo com uma das voluntárias do projeto, a bióloga Raphaella Ribeiro, o intuito é aliar a causa social ao ambiental. “Como a equipe é multidisciplinar, o pessoal de arquitetura e urbanismo, por exemplo, começou a elaborar estratégias para a construção da casa ecológica, por meio de matérias primas, como tijolo ecológico ou bambus. É uma união de esforços em prol de uma causa socioambiental”, destaca a integrante do projeto Ecoió.

A primeira ação do projeto Ecoió, que servirá como piloto para futuras ações, beneficiará a idosa de 82 anos, Josefa dos Santos. Moradora do loteamento Nova Liberdade em Aracaju,  ela vive sozinha em um casebre de apenas um cômodo e sonha em ainda viver em um lar que ofereça segurança e conforto.

Arraial solidário

Com a proposta de construir um lar para a dona Josefa dos Santos, o grupo de voluntários do projeto Ecoió está organizando para o dia 2 de junho, a partir das 16h, na Reciclaria Casa de Artes, situada à Av. José Menezes Prudente, S/N, bairro Aeroporto, um Arraial Solidário. Na programação, haverá venda de comidas típicas, apresentação de quadrilhas, músicos e bandas locais, como Lucas Campelo, Jeca, Bago de Jaca, Rural do Forró, Bloco Percussivo Burundanga e Nanã Trio.

O valor da entrada, que custará R$ 10,00, será convertido para a contribuição da compra dos materiais sustentáveis para a construção da casa de dona Josefa.

Reprodução: www.imprensa1.com

Por: Alliston Fellipe

Voluntário do projeto Ecoió

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.